domingo, 18 de janeiro de 2009

A nova dieta dos pontos

Recorde de público e crítica, essa dieta é uma das mais pedidas pelas leitoras de BOA FORMA.
Pudera: você escolhe o que quer comer e monta seu prato onde quiser. A nova versão tem apenas uma mudança! Alimentos com gordura trans – a pior de todas – devem ficar de fora.
Mas a gente mostra as comidas em que essa inimiga do coração e dos pneuzinhos costuma se esconder. Fora isso, você continua livre para comer o que quiser e perder até 4 quilos em um mês – sem passar fome!

por Eliane Contreras



HAMBÚRGUER COM BATATA FRITA
tomate = 0
alface = 0
hambúrger = 30 pontos
pão = 40 pontos
queijo = 20 pontos
batata frita = 80 pontos

Hambúrguer, maionese, batata frita... Com a dieta dos pontos, você emagrece comendo de tudo. Ops, desde que não tenha gordura trans. É a primeira vez que esse sistema de emagrecimento – um best seller das dietas, há mais de 30 anos na lista das mais seguidas no Brasil – sugere fechar a boca para um tipo de alimento. E existe uma boa razão para isso. A trans engorda mais que as outras gorduras, especialmente no abdômen. Então, veja pelo lado bom. Sem essa inimiga, dá para secar ainda mais rápido a barriguinha.

Outro motivo para bani-la do cardápio: altera o colesterol. E o estrago vai além do causado pelo consumo da gordura saturada. “A trans eleva o LDL (colesterol ruim) e diminui o HDL (colesterol bom), o que facilita ainda mais o entupimento das artérias. “Por isso, tem o poder de aumentar sensivelmente o risco de infarto e outras doenças cardiovasculares”, alerta o endocrinologista Alfredo Halpern, autor da dieta dos pontos e chefe do Grupo de Obesidade e Síndrome Metabólica do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo. Portanto, esqueça até o mais delicioso biscoito com trans. Isso mesmo, a bandida ainda vem embutida em muitos produtos industrializados e pratos prontos. Mas você tem como descobrir em quais deles ela se esconde (veja o quadro Inimiga oculta).

Na nova dieta, a troca de pães e massas refinadas pela versão integral também ganhou ênfase. “Por serem ricos em fibras, os alimentos integrais aumentam a sensação de saciedade. E isso ajuda a controlar os pontos”, explica Mônica Beyruti, nutricionista da Clínica Alfredo Halpern, em São Paulo. Mas você não precisa se sentir forçada a abrir mão do pãozinho francês ou do arroz branco. Na dieta dos pontos, o pulo-do- gato continua sendo perder peso de forma prazerosa. Então prepare a calculadora e consulte as tabelas de alimentos para montar seu prato como e onde quiser – em casa, no fast food, na lanchonete, no quilo... E emagreça sem sacrifício!

Como funciona :


No lugar de calorias, nesta dieta você soma pontos (cada ponto vale 3,6 calorias). Assim, fica livre de um cardápio pronto, colocando no prato só aquilo que gosta. Claro que tem um limite. Para secar até 4 quilos em um mês, você tem direito a consumir 320 pontos (ou quase 1200 calorias) por dia. Para não perder as contas, mantenha as tabelas que estão nas próximas páginas sempre por perto. O ideal é reservar entre 160 e 176 pontos (isto é, entre 50% e 60% do total permitido) para os carboidratos (pães, massas, cereais – integrais, de preferência –, frutas, legumes e verduras). Já as proteínas (carnes, leite, queijo, iogurte – especialmente as versões magras – e grãos) devem somar entre 33 e 50 pontos (o que equivale de 10% a 15% do total) e as gorduras (óleo, azeite, manteiga e castanhas) até 96 pontos (30% do total diário). Só não esqueça que tem gordura embutida em vários alimentos.


Inimiga oculta

A indústria de alimentos está empenhada em achar substitutos mais saudáveis para a gordura trans. Algumas marcas já conseguiram isso ao usar óleos vegetais como o de palma, que, apesar de saturado, é menos prejudicial à saúde. Mas ainda pode demorar para que a gordura inimiga suma de todos os produtos industrializados. “Até lá, é bom investigar os rótulos”, diz Renata Bressan, nutricionista da Clínica Halpern. Se tiver mais de 0,2 grama de trans por porção, não hesite em devolvêlo na prateleria. E não se engane com aqueles que têm astericos (***) nesse nutriente. Quer dizer que a quantidade de trans é pequena (menos de 0,2 grama por porção), mas existe! O consumo de vários alimentos com um pouquinho dessa gordura pode fazer com que você ultrapasse facilmente a porção de 2 gramas – limite diário estipulado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para um adulto.

Garantia de sucesso


• Faça um diário alimentar, anotando tudo o que comeu. Some os pontos depois do almoço e antes do jantar. Assim você tem idéia de quanto ainda tem direito de consumir.
• Nas refeições principais, desconte 15 pontos do tempero usado no preparo da comida.
• Se for fritura, multiplique os pontos indicados na tabela por 3. E por 4 no caso de empanado ou à milanesa. Exemplo: um bife grelhado tem 56 pontos e à milanesa 224.
• Ultrapassou a cota? Compense, comendo menos na próxima refeição.
• Coma um bom prato de salada antes do principal. É saudável e evita que você exagere nos alimentos mais calóricos, ou melhor, com muitos pontos.
• Coma a cada três horas. Além de manter o metabolismo mais ativo – importante para queimar a gordura acumulada –, você chega menos voraz na próxima refeição.
• Mastigue várias vezes cada bocado de alimento.
• Evite muito líquido na refeição. Beba no máximo um copo pequeno.
• Mexa-se. Acelera o resultado da dieta.

Fonte: Site - Revista Boa Forma

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...