sexta-feira, 24 de abril de 2009

Por que você come demais?

 

eating-disorder

Se a sua resposta for a clássica “porque sou ansioso”, saiba que pode não ser bem assim

 

Os gatilhos que levam as pessoas a atacar a geladeira nem sempre são aqueles já conhecidos de quem faz dieta – a ansiedade, por exemplo. Em busca de novas pistas para essa velha questão, a cientista Janet Tomiyama, do Departamento de Psicologia da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, participou de um estudo com colegas de outra universidade americana, a da Carolina do Norte, e concluiu: “Mesmo entre os que não fazem grandes sacrifícios para emagrecer, é a fome que os leva a escapar da dieta – o que é até uma razão saudável para comer.” Quer dizer, então, que as emoções não influem tanto na comilança desenfreada? “Na verdade, as alterações de humor interferem, sim, nos excessos, mas essa é uma razão secundária”, respondeu a pesquisadora a esta seção.

Durante a investigação, 137 voluntárias relataram em um diário seu comportamento à mesa e a quantidade de porções ingeridas. Diferentemente dos alegados motivos para driblar o regime – a ansiedade entre eles –, a maioria não exagerava nas quantidades em resposta à ansiedade. E, na presença de emoções – negativas ou positivas –, chegavam a comer menos. Por fim, a fome pura e simples foi apontada como a principal causa do descontrole. A conclusão leva a uma pergunta inevitável: “Não parece óbvio que quem tem bom apetite acaba comendo mais?” “Sim”, concorda Janet.

“Mas o valor do trabalho está na desmitificação dos outros fatores tradicionalmente associados à maior ingestão de alimentos, e que sempre servem de desculpa para as derrapadas. Além do mais, isso também ajuda a pensar em estratégias de emagrecimento que podem ser bem-sucedidas.”

A distração pura e simples é comprovadamente um fator importante no aumento do peso. É o caso de quem come enquanto assiste à televisão ou continua à mesa mesmo após terminar a refeição, provando mais um bocadinho enquanto bate papo. “Não sou nutricionista, mas nosso estudo sugere que evitar esse tipo de comportamento é uma boa saída para emagrecer ou mesmo estacionar o ponteiro da balança. Também ajuda procurar um amigo para conversar ou mesmo dar uma volta sempre que vier a vontade de ir em busca de comida.”

 

Fonte:  Por Thais cavalheiro http://saude.abril.com.br/edicoes/0304/corpo/conteudo_400361.shtml

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...