quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Aprenda a decifrar a informação do rótulo

 

Hoje em dia, a grande maioria dos alimentos que comemos é comprada embalada. Aprender a ler e interpretar a mensagsmall_rotuloem do rótulo dessas embalagens, ajuda a fazer escolhas acertadas na sua alimentação. Esteja atento à rotulagem nutricional

Longe vão os tempos em que as pessoas consumiam alimentos criados e cultivados por si próprias. Hoje em dia, em grande parte por causa da nossa falta de tempo, os alimentos processados e prontos a consumir tornaram-se uma constante crescente no nosso dia a dia.

A rotulagem dos alimentos encontra-se legislada, e deve obedecer a uma série de regras, para protecção do consumidor. Mas para saber realmente o que está a comprar e a comer, é preciso que as indicações do rótulo sejam claramente entendidas.

Basicamente, o que devemos encontrar, obrigatoriamente, no rótulo de um alimento é uma informação legível, em português, em local bem visível da embalagem, que contenha:

  1. O nome do alimento ou denominação de venda, de forma a que o consumidor saiba exactamente de que alimento se trata (Ex.: “Leite meio gordo ultrapasteurizado (UHT) e homogeneizado”, ou “Tostas de trigo” ou “Polpa de tomate” ou “Iogurte com aroma de morango”);
  2. Quantidade líquida, que indica o peso ou volume do alimento, excluindo a embalagem;
  3. Condições especiais de conservação, principalmente em alimentos que se degradam facilmente (Ex.: “conservar no frigorífico depois de aberto” ou “consumir no prazo de 3 dias depois de aberto”, são algumas das instruções que podem ser dadas ao consumidor);
  4. Modo de utilização, no caso de se aplicar ao produto (Ex.: na diluição de leite em pó para crianças, na preparação de sobremesas instantâneas, etc.);
  5. Nome e morada do fabricante, embalador ou vendedor, para poder contacta-los em caso de reclamação, ou por outro motivo.
  6. Prazo de validade, que pode ser uma data limite de consumo (“consumir até...”) ou uma data de durabilidade mínima (“consumir de preferência antes de...”). No primeiro caso, a data deve ser rigorosamente respeitada, uma vez que se trata de alimentos que se degradam rapidamente. No segundo caso, não há problema se esse alimento for consumido durante um curto período após a data indicada; no entanto, o produto vai perdendo qualidades. Esteja atento;
  7. Lista de ingredientes, onde são indicados, por ordem decrescente de peso, todos os ingredientes presentes no produto, incluindo os aditivos. Esta lista é de grande interesse para pessoas que queiram, ou tenham que, eliminar determinado ingrediente da sua alimentação.

A rotulagem nutricional não é obrigatória por lei, excepto se a publicidade feita ao produto alegar alguma vantagem nutricional (ex.: “pobre em colesterol”, ou “rico em fibras”, “sem açúcar”, etc.).

Mas felizmente, e embora não sejam obrigados, muitos fabricantes colocam rótulos nutricionais que contêm os teores em determinados nutrientes e o valor calórico.

Os valores nutricionais devem ser expressos 100 g ou 100 ml de alimento, ou ainda por cada dose média consumida. No caso das vitaminas e dos sais minerais, além da quantidade em que estão presentes, é obrigatório indicar a percentagem da dose diária recomendada (% DDR) fornecida pelo alimento.

Os únicos nutrientes que fornecem energia são as proteínas (chamados também de prótidos), as gorduras (muitas vezes constando nos rótulos como “lípidos”) e os hidratos de carbono (ou glícidos). O álcool, não sendo um nutriente, também fornece energia (calorias). As vitaminas, os sais minerais e as fibras não fornecem energia, apesar de serem indispensáveis ao bom funcionamento do organismo.

Como exemplo do que nos aparece habitualmente num rótulo nutricional, fazemos a simulação de um produto (cereal de pequeno almoço):

Uma alimentação equilibrada consegue-se através do correcto aporte diário de nutrientes e energia. A informação contida nos rótulos permite ao consumidor comparar os produtos entre si, e decidir qual o mais útil e indicado para a sua situação particular.

 

FONTE: http://www.florbelamendes.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...