sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Sedentarismo não explica crescimento de obesidade entre os jovens nos EUA

 

A maioria dos jovens americanos não é tão ativa quanto deveria u19501453 ser, mas a falta de exercícios parece não ser determinante para as crescentes taxas de obesidade nessa faixa etária, segundo estudo da Universidade Johns Hopkins, nos EUA. Avaliando dados de uma pesquisa do governo, colhidos no período entre 1991 e 2007, os pesquisadores descobriram que, apesar de os jovens estarem passando mais tempo em academias e menos tempo vendo TV nos últimos anos, as taxas de obesidade permanecem em crescimento.

As análises indicaram que os níveis de exercícios não alteraram no período avaliado – apenas 35% dos adolescentes consultados no ano de 2007 cumpriam as recomendações para atividades físicas –; a porcentagem de participantes que faziam aulas diárias de educação física aumentou de 25% em 1995 para 30% em 2007; e a de jovens que passavam mais de três horas por dia vendo TV reduziu de 43% para 35% no período. Mas essas mudanças não foram suficientes para frear os números da obesidade.

Estima-se que aproximadamente um terço das crianças e adolescentes americanos tenha sobrepeso ou obesidade. E os especialistas destacam que, apesar de os resultados do estudo indicarem que os níveis de exercícios “provavelmente não são a principal explicação para o recente crescimento da obesidade entre os adolescentes americanos”, não significa que seja saudável que os jovens sejam sedentários.

Os pesquisadores acreditam que a piora na alimentação, com o consumo cada vez maior de fast food, possa ser um dos fatores responsáveis pela obesidade adolescente. Porém, mais estudos são necessários para desvendar esses fatores e para descobrir quais as abordagens mais eficazes contra esse problema de saúde pública.

 

 

FONTE: http://blogboasaude.zip.net/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...