segunda-feira, 16 de novembro de 2009

SEGUNGA SEM CARNE

 
Um dia só mas faz diferença, sim!

Participe da Campanha Segunda Sem Carne: uma vez por semana, elimine a carne do seu cardápio. Você pode conhecer os restaurantes vegetarianos ou simplesmente montar um cardápio sem nenhum tipo de carne. É uma ação simples e de grande impacto.

campanha

Surgido nos EUA em 2003, movimento que procura diminuir o consumo de carne ganha adeptos em vários lugares do mundo e ficou famoso quando o ex-Beatle Paul McCartney lançou a campanha na Grã-Bretanha.
Pois no Brasil o movimento "Segunda Sem Carne" decolou em 4 de outubro no Parque Ibirapuera/SP, dia de São Chico de Assis, incentivando as pessoas a deixarem de consumir carne pelo menos uma vez por semana. Em toda segunda-feira, você terá esse chamado de redescobrir sabores e ampliar o repertório de alimentos do seu cardápio, ajudando a própria saúde e a do planeta.
A Campanha é uma promoção da Sociedade Vegetariana Brasileira e da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente, com apoio do Greenpeace, do Instituto Pólis, do Slow Food São Paulo, Revista dos Vegetarianos, Agência de Notícias de Direitos Animais, Instituto Nina Rosa, entre outros.

Entre na comunidade Segunda Sem Carne e apoie a Campanha
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=91831909

Acompanhe as novidades em

http://www.svb.org.br/segundasemcarne/
e no blog http://diasemcarne. wordpress. com/

Cobertura de lançamento em http://www.vidavegetariana.com/ site/especiais. php?page= especiais/ segunda-sem- carne/index

 

 

SEGUNDA SEM CARNE - O Diário Oficial da Cidade de São Paulo publicou artigo sobre o lançamento da campanha "Segunda sem Carne" na cidade de São Paulo, no dia 3 de outubro, cuja intenção é "incentivar as pessoas a deixar de consumir carne uma vez por semana".
Hoje é dia de... não comer carne
Essa é a proposta da campanha Segunda sem Carne, que foi lançada no Parque do Ibirapuera no sábado.
Sabia que a indústria da pecuária é responsável por 18% das emissões globais de gases causadores do efeito estufa e por 80% do desmatamento do bioma amazônico? E que para produzir um quilo de carne são gastos 15 mil litros de água? Esses são três dos argumentos usados pela Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) para convencer as pessoas a abandonar o consumo desse tipo de alimento. São justificativas que estão por trás da nova campanha desse grupo, a Segunda sem Carne.
O movimento tenta convencer carnívoros a se tornarem vegetarianos ao menos uma vez por semana. "Além de preservar a natureza, essa atitude é benéfica para a saúde, porque previne, por exemplo, diabete e problemas cardiovasculares", prega a socióloga Marly Winckler, presidente da SVB e "vegan" há 14 anos (o tipo de vegetariano mais radical, que não come ovos, não toma leite nem usa roupas de lã ou de seda). "O ideal seria que deixassem de consumir qualquer derivado de animais todos os dias. Mas adotar esse hábito na segunda já é um começo", acrescenta.
A campanha foi lançada oficialmente no sábado, em evento organizado pela SVB e pela Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente na Marquise do Parque do Ibirapuera, na zona sul da cidade de São Paulo. Houve palestras, oficinas, aulas de ioga e outras atividades que se estenderam até domingo. "Animais são abatidos com crueldade e entupidos de hormônio", afirma o secretário do Meio Ambiente, Eduardo Jorge, que deixou de comer carne vermelha há 20 anos. "É revoltante ver como eles são tratados. Com a Segunda sem Carne pretendemos conscientizar as pessoas de que não é bom colaborar para tamanha violência."
Após o evento, a secretaria pretende divulgar o projeto em escolas, empresas, bares, restaurantes, mercados e consultórios de médicos e nutricionistas. Os empresários que aderirem assinam um termo em que se comprometem a incentivar seus funcionários a reduzir o consumo de carne.
Lançado em 2003 nos Estados Unidos, o Meatless Monday (traduzido aqui como Segunda sem Carne) ambiciona reduzir a produção mundial de bois, frangos e afins em 15%. "Para tal, basta a população virar vegetariana uma vez por semana", explica Marly Winckler, presidente da SVB. "Escolhemos a segunda por ser um dia em que as pessoas costumam adotar hábitos novos, como dietas." A ideia se espalhou por outros países, como Bélgica e Austrália. Em junho deste ano, foi lançada na Inglaterra pelo ex-beatle Paul McCartney.
No Brasil, a Segunda sem Carne tem adesão de grupos de vegetarianos. "Vou divulgar para meus amigos carnívoros", diz o geógrafo Vinicius Madazio, ovo-lacto (não ingere carne, mas come derivados como ovos e leite) desde 2003. "Já há mais pessoas preocupadas com a natureza do que quando eliminei a carne de minha dieta. A campanha vai ajudar a aumentar a conscientização da população." Na época em que Madazio virou vegetariano, ele lembra que era difícil encontrar restaurantes do gênero na cidade. "Mas, desde então, o leque de opções cresceu muito", conta. Reflexo do aumento do número de pessoas que vêm abdicando de frangos, bois, peixes.
Segundo a SVB, o Brasil tem cada vez mais vegetarianos. "Prova disso é que nosso número de membros aumenta cerca de 20% ao ano", afirma Marly Winckler. Hoje, a organização tem mil associados. Na cidade de São Paulo, a demanda por produtos para esse público está maior. O restaurante vegetariano Moinho de Pedra, por exemplo, recebe 350 pessoas por dia em seu espaço na Chácara Santo Antônio. "É o dobro do nosso público de cinco anos atrás", comemora a proprietária, Tatiana Cardoso. "Lotamos desse jeito porque as pessoas estão preocupadas com o ambiente e com a saúde." (FILIPE VILICIC)

Fonte: Jornal dos Espíritos

ssc-logo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...