quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Ajude seu intestino a funcionar bem

O Dr. Filippo Pedrinola explica como funciona a sua digestão e dá dicas para que seu organismo entre na linha

No intestino humano vivem cerca de 3 trilhões de bactérias sendo que, entre elaa, existem as "boas" e as "más", que vivem em equilíbrio num organismo saudável. Porém, em algumas situações especiais, as bactérias "más" conseguem proliferar mais e podem desencadear doenças.

Essas situações especiais podem ser doenças ou tratamentos com antibióticos, outros medicamentos, dietas ou cirurgias. O termo probiótico significa "para a vida" e foi inicialmente definido por Fuller, em 1989, como organismos vivos que, ao serem ingeridos, produzem efeitos benéficos à flora bacteriana intestinal e, conseqüentemente, para a saúde do ser humano.

Os prebióticos nutrem as "boas" bactérias (probióticas) e fazem parte de alimentos não digeríveis (fibras).

Como atuam as bactérias probióticas

Combatem a proliferação das "más" bactérias ou também chamadas de patogênicas, sendo que os probióticos mais conhecidos são os lactobacilos e as bifidobactérias. Devem ser de origem humana e ter a capacidade de aderir à mucosa intestinal onde não irão se multiplicar. Além disso, devem resistir ao tempo entre a fabricação, comercialização e ingestão do produto de modo que cheguem ao intestino vivos.

Onde se encontram?

Os probióticos estão presentes em produtos industrializados disponíveis no mercado como iogurtes, leites fermentados com lactobacilos, tabletes, cápsulas, suplementos de leveduras ou em pó. Os prebióticos se encontram na banana, cebola, alcachofra, aspargos, soja, cevada, alho, tomate, centeio, aveia, trigo e mel.

Quais são seus benefícios?
- Combatem a diarréia, através da produção de substâncias anti-microbianas que inibem o crescimento das más bactérias.

- Aliviam sintomas relacionados a alergia alimentares limitando a absorção de substâncias alergênicas.

- Melhoram a digestão por secretarem enzimas que interferem na digestão de proteínas , carboídratos e gorduras e também melhoram a absorção e síntese de algumas vitaminas.

- Alguns estudos mostram redução no risco de câncer.

- Previnem inflamações gástro-intestinais através dos lactobacilos

-Diminuem a absorção de colesterol em excesso.

Além de pró e pré- bióticos, o que mais podemos fazer para melhorar o funcionamento do intestino?

A prática de exercícios físicos regulares, pelo menos 3 vezes por semana, e o consumo de fibras alimentares são hábitos muito importantes. O ideal seria consumir pelo menos 25 a 30mg de fibras por dia, sendo que os alimentos mais ricos são: cereais integrais, frutas (com casca, quando possível), verduras, legumas e grãos. Não se esqueça de que as fibras só vão funcionar se você ingerir bastante líquido (aproximadamente 2 a 3 litros por dia).

 

*Coluna publicada no site “iTodas” pelo endocrinologista Filippo Pedrinola.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...