sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Emocional - A mente a favor do emagrecimento.

 

psy_mente

Emagrecer: use a mente a seu favor


Emagrecer com saúde, conforme se sabe, exige mais do que alimentação equilibrada e exercícios físicos. O sono de boa qualidade também é muito importante. Durante o repouso noturno, principalmente nas fases mais profundas do sono, ocorre a síntese de vários hormônios associados ao controle do peso.

 

O equilíbrio emocional é o fator decisivo, pois cria as condições para viabilizar as ações que favorecem o emagrecimento. Algumas pessoas sentem fome antes que as demais ou levam mais tempo para se saciar. Outras possuem o hábito de beliscar ou comer por motivos puramente emocionais.

Muitos não percebem que para melhorar a forma física pode ser necessário mudar o estilo de vida, pelo menos no que se refere à alimentação.

Estar acima do peso adequado pode gerar vários sentimentos negativos, como frustração, depressão, desapontamento ou baixa auto-estima. A situação pode se complicar, porque esses sentimentos geralmente despertam o desejo de comer mais.

Uma pessoa engorda porque consome mais calorias do que gasta. Há algumas poucas exceções, que decorrem de problemas físicos ou metabólicos. A verdade é que o excesso de peso não acontece de maneira rápida e sem o próprio consentimento. Da mesma forma, só é possível emagrecer com um esforço consciente. Assim é importante descobrir o motivo de desejar comer mais do que o necessário.

Quando há uma fase difícil na vida pessoal ou profissional, é necessário dar muito mais atenção às emoções. Só quem está bem emocionalmente consegue alterar sua rotina e cumprir metas transformadoras.

É normal não ter ânimo para mudar hábitos à mesa. Como conseguir viver sem batata frita, brigadeiro ou pastel? O sentimento gerado com esse tipo de pensamento é o de perda. Assim, é grande a dificuldade para iniciar ações concretas para a reeducação alimentar.

Vencerá quem se concentrar nos ganhos que poderá obter com hábitos saudáveis de alimentação. Imagine como sua pele ficará mais bonita, os quilos que perderá e como aumentarão sua disposição e auto-estima. É sempre bom lembrar que para uma alimentação saudável é mais importante controlar do que cortar o que se come.

Um pastel ou um pedaço de bolo de chocolate, de vez em quando, não causam grande prejuízo. Afinal, ninguém é feliz quando exclui de sua vida aquilo de que gosta. O segredo está na dosagem certa.

Às vezes o resultado de nossas ações fica muito aquém do que esperávamos. O que fazer? Desistir logo na primeira dificuldade é a pior opção a fazer. Se o programa de alimentação está sendo penoso, algo está errado. É melhor expor os problemas à sua nutricionista, para que sejam feitos os ajustes ou mudanças que facilitem o cumprimento do programa. Sempre há outras opções.

Não desista dos seus objetivos, por mais difíceis que pareçam. Melhore seu auto conhecimento e descubra o que precisa ser mudado para se alimentar de forma equilibrada e saciar suas necessidades físicas e emocionais. Sim, necessidades emocionais, pois o alimento está ligado ao sentimento de prazer... e é aí que mora o perigo!

 

 

 

Fonte: Coluna assinada por:
Flávia Leão Fernandes
http://cyberdiet.terra.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...