quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Alimentação sem carboidrato é a melhor saída?

 

carboidratos Você com certeza já ouviu falar ou mesmo já experimentou a dieta das proteínas, certo? É tentador para quem quer emagrecer saber que existe a possibilidade de emagrecer rápido, podendo comer carnes, leite e derivados, ovos, bacon e outros alimentos ricos em proteínas e gorduras.
Sendo o único sacrifício, deixar de comer o carboidrato. Quantos não pensaram assim: Ah, será apenas por um tempo!

Realmente é possível ter o resultado desejado, pois o carboidrato é primeira fonte de energia utilizada para o corpo, excluindo ou diminuindo o consumo desse nutriente, o organismo passa a utilizar a proteína e a gordura como energia, alterando o metabolismo dos carboidratos.

Mas isso pode trazer muitos prejuízos a saúde. Consumir uma grande quantidade de proteína pode comprometer os rins, já o consumo excessivo de gorduras, pode elevar os níveis de colesterol e triglicérides no sangue, que leva a um maior risco de doenças cardiovasculares.

E se ainda não houver o consumo de legumes, verduras e frutas poderá acarretar a deficiência desses nutrientes, ocasionando outros prejuízos.

Para que o organismo trabalhe corretamente é preciso ter uma alimentação balanceada, com qualidade e na quantidade adequada. Restringir ou excluir o carboidrato significa comer de forma desiquilibrada.

Sem contar que o cérebro precisa do carboidrato diariamente, então pode comprometer a integridade do sistema nervoso central também. Além disso, é comum ouvir de pessoas que já experimentaram esse tipo de dieta notarem alterações de humor, impaciência, irritabilidade e outras sensações desagradáveis.

Quanto a consumir os carboidratos até ás 18:00 horas, é importante que se faça o jantar de forma balanceada, já que é uma das refeições principais, por isso o carboidrato deve fazer parte. O segredo é saber a quantidade certa de consumir e fazer opções de fontes saudáveis, exemplos : arroz ou pães integrais, aveia, batata, etc.

Por estes motivos apresentados, pense bem antes de fazer qualquer dieta, analise se ela é benéfica a curto, médio e longo prazo e se o seu resultado será bom para sua estética e saúde. Talvez perceberá que não é a melhor saída tirar o carboidrato.

 

Por:Roberta dos Santos Silva - Nutricionista-chefe do programa Cyber Diet, formada pela Universidade Católica de Santos CRN-3 14.113

Fonte:http://cyberdiet.terra.com.br

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Aprenda a fazer farinha e maracujá e bolo de casca de banana

 

Para quem quer perder alguns quilinhos, vamos ensinar a fazer farinha de casca de maracujá. Ela também pode ser feita com casca de banana verde, laranja e uva vermelha. Além disso, aprenda a fazer um delicioso bolo de casca de banana. Assista às receitas exibidas no Vida e Saúde de Santa Catarina em 04/09/2010.

 

Bom apetite1

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Fibras: como atingir a cota diária?

 

Uma dieta rica em fibras oferece muitos benefícios para a saúde. Aprenda a calcular a quantidade certa indicada para o seu cardápio diário e usufrua o melhor que elas têm a oferecer.

 

Muito já se falou sobre a importância das fibras. Mas mesmo que frutas, verduras e grãos integrais estejam presentes nas refeições, é possível que as quantidades diárias ingeridas sejam insuficientes para garantir o real aproveitamento de suas propriedades. Nos EUA, como no Brasil, o consumo desses alimentos é baixo. Lá, dados da American Dietetic Association mostram que os americanos comem apenas 11 g de fibras por dia. Aqui, os especialistas afirmam que uma ligeira mudança de hábitos seria o bastante para proteger contra patologias graves como o diabetes do tipo 2, doenças cardíacas e respiratórias, além de ajudar no controle da pressão sanguínea e dos níveis de colesterol, sem falar do auxílio extra na manutenção do peso ideal.

Para atingir essas metas de saúde e bemestar, a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é que se consuma mais de 25 g de fibras por dia. Porém, de acordo com Simone Silvestre, membro da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), esses limites podem variar. "Se uma pessoa ingere 2.000 kcal/dia, deverá consumir 28 g de fibras no mesmo período. Se for um homem que come 2.500 kcal, a quantidade sobe para 35 g".

Como elas atuam no corpo

Identificada a quantidade correta a ser consumida, é preciso escolhê-las conforme suas naturezas insolúvel (em geral fermentável) ou solúvel (em geral viscosa). As primeiras (frutas, grãos e vegetais), funcionam como uma espécie de escova que limpa o cólon. As segundas (frutas, alguns vegetais, aveia, feijões, ervilhas, cevada), dissolvem na água e formam um gel, que controla o açúcar no sangue e reduz o colesterol.

Cada classe de fibra age de modo diferente e, assim, a função das solúveis é retardar o esvaziamento gástrico, diminuindo a ação de enzimas envolvidas na digestão de gorduras, carboidratos e proteínas. "Por isso elas são capazes de reduzir a absorção de gorduras", diz a nutróloga. "Já as insolúveis são responsáveis pela limpeza do sistema gastrointestinal", diz Licínia de Campos, nutricionista e coordenadora do curso de Gastronomia da Faculdade Paschoal Dantas.

Para tirar o maior proveito dessas funções, Isabel Jereissati, nutricionista clínica e funcional, sugere: "O melhor é consumilas diariamente numa proporção de 70% de fibras insolúveis e 30% de solúveis".

Como as fibras são capazes de assegurar uma absorção mais lenta dos nutrientes, elas promovem a sensação de saciedade e diminuem indiretamente a ingestão de outros alimentos

img1

Por que e como consumi-las?

Outro bom motivo para adicionar as fibras ao cardápio diário é a possibilidade de manter o peso sob controle: "Como as fibras são capazes de assegurar uma absorção mais lenta dos nutrientes, elas promovem a sensação de saciedade", fala Isabel.

Mas atenção, se deixar de comer fibras tem como consequência a piora da saúde, comê-las demais pode desencadear desconforto intestinal, "Além de interferir na absorção das vitaminas lipossolúveis, como a A, D, E e K", diz Campos. Segundo as especialistas, a receita para alcançar o perfeito equilíbrio é fácil: basta ter uma dieta balanceada, com porções recomendadas de hortaliças, frutas e leguminosas.

Para potencializar a ação das fibras no organismo, a ingestão abundante de líquidos não alcoólicos é recomendada. "Estar atento a esse detalhe ajuda na adequada formação do bolo fecal, o que leva ao funcionamento normal do intestino para aqueles que sofrem de doença gastrointestinal ou constipação", afirma Isabel.

Da fruta, coma até a casca

Na hora de comer as porções diárias de frutas, dê preferência àquelas que podem ser ingeridas com casca, pois contém mais fibra que o miolo. Além disso, fala Isabel, "é nela que se encontra uma substância chamada pectina, fibra que auxilia no controle do colesterol sanguíneo e na glicemia. Essa matéria possui partículas ultramicroscópicas que absorvem as toxinas no intestino".

Simone Silvestre explica que, para quem sofre de constipação, a fibra contida nas cascas ajuda a evacuar. "O exemplo clássico é a maçã. Se consumida com casca, ela ajuda a regular o bolo fecal. Mas se uma pessoa tem diarreia, comer somente o miolo ajuda a diminuir a velocidade do trânsito intestinal". Mas cuidado com essa regra, pois há exceções. "Nem toda casca de fruta é benéfica, porque são pouco digeríveis. As cascas do mamão e da melancia são comestíveis, mas não in natura. Se assim o fosse, causariam fortes dores abdominais", conclui.

Câncer de cólon

No passado, acreditava-se que o consumo das fibras estava relacionado à redução do risco de câncer de cólon. Em 2005, cientistas da Escola de Saúde Pública de Harvard apresentaram resultados de uma observação de 700 mil pessoas num período de 20 anos, invalidando essa crença. A conclusão, publicada pelo Journal of the American Medical Association, indicou que uma dieta rica em fibras não estava relacionada à redução desse tipo de câncer. A questão suscitou polêmica, pois outros pesquisadores entenderam que os vários tipos de fibras ainda mereciam maior observação.

Na Europa, a especialista em epidemiologia nutricional Sheila Bingham, do European Prospective Investigation into Cancer and Nutrition Consortium (Epic), coordenadora de estudo mais antigo, porém semelhante ao de Harvard, declarou que "A redução de risco desse tipo de câncer obteve percentual maior que 40% em pessoas que consumiam sete porções de frutas e vegetais diariamente, o que é similar às quantidades indicadas pela dieta mediterrânea e equivale a cinco fatias de pão integral".

A nutricionista clínica Izabel Lamounier, da Ganep Nutrição Humana, observa que o cólon é a parte do corpo onde a fibra exerce seus efeitos máximos, pois são elas que diluem seu conteúdo, influenciam na flora bacteriana, captam água e ainda realizam a fixação de cátions. "Existem diversos estudos epidemiológicos que sugerem que a dieta dos países industrializados, rica no consumo de carne, gordura animal e carboidratos refinados, promove a diminuição proporcional da ingestão de fibras; tais hábitos alimentares possuem papel muito importante no aparecimento do câncer colorretal", diz.

No Reino Unido, a Bowel Cancer UK, órgão que se dedica à divulgação, pesquisas e campanhas informativas sobre o câncer de intestino, mesmo após os resultados obtidos pela Harvard, continua indicando o consumo de fibras como meio preventivo desse mal.

 

img2

img3

 

A saúde agradece

Controversos e significativos, os resultados encontrados pelos cientistas de Harvard não invalidaram os demais benefícios inerentes às fibras. Elas persistem em seu papel protetivo contra doenças cardíacas e síndrome metabólica (relacionada ao aumento da pressão sanguínea; níveis de insulina e peso); triglicérides e baixos níveis de colesterol bom. Todos esses fatores levam a cardiopatias e diabetes do tipo 2, cuja causa são os altos níveis de açúcar no sangue. Some-se à lista de propriedades benéficas a diminuição em 40% do risco de diverticulite, inflamação comum do intestino. Dada a alta sensibilidade do trato gastrointestinal a essa dieta, ela ainda previne a prisão de ventre.

Izabel Lamounier observa que embora existam muitas causas para a constipação, a mais comum entre todas é o déficit de fibras no cardápio. A consequência, diz a especialista, é a constipação crônica, uma verdadeira chaga da sociedade ocidental. "Descartadas outras patologias, o tratamento da prisão de ventre deve basear-se no aconselhamento de uma dieta rica em fibras e exercício físico e 'água, muita água", completa.

A mais nova descoberta dos especialistas em relação às fibras, porém, é sua proteção contra doenças respiratórias. Num recente estudo publicado pelo American Journal of Epidemiology (fevereiro/2010), pesquisadores do Centre de Recherche en Epidémiologie et Santé des Populations (França) constataram que elas poderiam estar relacionadas à redução do risco de desenvolvimento de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), cuja principal causa é o tabagismo, especialmente entre as mulheres.

Já se registrara a significativa diminuição do risco de morte por doenças respiratórias, tosse e muco em pessoas que consumiam fibras. Mas as pesquisas anteriores não vislumbravam o consumo de grãos integrais, isoladamente, como o fez a nova investigação.

A regra de ouro para as fibras é: quanto maior for o seu consumo, maior deverá ser a ingestão de água

Fibras ou grãos integrais?

Apesar de cientificamente comprovado, o proveito das fibras ainda suscitava uma dúvida: seriam elas as protetoras do coração? Estudos realizados pela Wake Forest University Health Sciences (EUA) e pela Escola de Saúde Pública de Harvard, concluíram que doenças cardiovasculares ocorriam 21% menos em pessoas que comiam duas porções e meia de grãos integrais ao dia. A partir de então, os especialistas concordam que a melhor forma de se proteger é consumir grãos integrais e alimentos com alto teor de fibras. E não esqueça a regra de ouro: quanto maior for o consumo de fibras, maior deverá ser a ingestão de água.

9 FORMAS DE ADICIONAR O NUTRIENTE NA DIETA

1 Coma pelo menos cinco porções de frutas e vegetais todos os dias. Coma as cascas toda vez que puder, pois elas contêm muita fibra.

2 Teste novas receitas com feijões, ervilhas, lentinha e arroz integral.

3 Coma farinha de aveia ou farelo de cereais no café da manhã.

4 Escolha pães, cereais e bolachas que contenham farinha integral como ingrediente mais importante.

5 As fibras devem ser incluídas na dieta gradativamente para evitar sensação de inchaço ou dores causadas por gases.

6 A menos que seja contraindicado no seu caso, tome de 6 a 8 copos de água por dia para ajudar no trânsito intestinal.

7 Se você come farelo de trigo para manter seu intestino funcionando, comece por 1 colher (chá) por refeição, aumentando para 2 a 4 colheres (sopa) ao dia.

8 Compre alimentos não processados. a maioria desses produtos tem suas fibras removidas.

9 Fique de olho nas informações dos rótulos dos alimentos. Boas fontes de fibra possuem pelo menos 10% da quantidade diária necessária.

Material adaptado da brochura do Kaiser Permanente Health Education - Fiber facts: why fibers are so important.

 

Fonte: por Cristina Almeida

Matéria publicada no Site da revista “Viva Saúde”

http://revistavivasaude.uol.com.br

Vigilantes do Peso – Pontos Ativos

 

emagrecer-71-68-thumb-570_bigger

Post atualizado!!!

Livros:
Clique e faça o download!

Download - Bússola dos Pontos Ativos
Download - Calculadora Pontos Extras
Download - Guia Vigilantes do Peso - 1000 Produtos

Download – VP: Verdade sobre os carboidratos

 

 

Oi genteeeee! :)
Não me é possível enviar email com anexos. Somente em caso de extrema necessidade.Portanto eu apenas estou refazendo os links, para que vocês possam tentar novamente.

 

- Lembrando: Não faço upload de nenhum arquivo, apenas coloco aqui os links para outras páginas disponíveis na net, então, se houver algum erro, por favor, deixe um aviso no “comentário”.

 

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Comer sem neurose

 

sem neura O corpo é considerado saudável quando todos os seus órgãos funcionam bem, independentemente da estética. Quando o organismo cumpre o seu ciclo bioquímico adequadamente, o corpo não ficará nem gordo nem magro demais.


A longevidade está associada a um bom estado de saúde física e mental, o que se consegue melhorando a qualidade de vida, ou seja, com boa alimentação, prática de exercícios físicos, lazer e bom relacionamento familiar e social.

Com relação ao controle do peso, não se deve pensar que é preciso ser magro a qualquer custo e se render à ditadura da magreza. Atualmente, há um padrão estético veiculado pela mídia como sendo o ideal, deixando muitas pessoas frustradas por não conseguirem atingir esse padrão.

Manchetes como elimine 7Kg em duas semanas; faça a dieta da lua e perca 4kg em 10 dias; conheça a dieta do carboidrato e fique linda e magra, são bastante freqüentes na mídia. Deixa as mulheres iludidas com a possibilidade de conquistar o corpo dos sonhos rapidamente.


Numa alimentação saudável há espaço para todos os alimentos, claro que sem exageros. A palavra que faz a diferença é equilíbrio Os nutricionistas, que se preocupam com as conseqüências de tantas promessas sem fundamento, procuram alertar a população sobre o problema de ingerir alimentos que não fornecem a quantidade suficiente dos nutrientes exigidos pelo organismo.
A influência dos alimentos sobre a saúde é um tema bastante recorrente. Apesar do grande número de informações a respeito do efeito benéfico ou prejudicial de certos alimentos à saúde, ainda há muitos pontos a esclarecer sobre esse assunto. Por essa razão, alguns alimentos ora são considerados prejudiciais, ora nem tanto. Exemplo disso é o chocolate. O antigo vilão responsável pelo excesso de peso foi inocentado por ter a propriedade de combater o colesterol e beneficiar a memória.

Diante da incerteza, o melhor é não radicalizar, pois está provado que dentre as dez doenças que mais matam no mundo, cinco estão diretamente associadas à alimentação de má qualidade: derrame, infarto, obesidade, diabetes e alguns tipos de câncer. É bem conhecida a importância da reeducação alimentar para o organismo funcionar melhor.

A reeducação alimentar pressupõe algumas mudanças no estilo de vida e na escolha dos alimentos. A alimentação envolve inúmeros aspectos, que vão além da nutrição pura e simples. Há o prazer de estar na companhia de amigos e familiares, de um bom papo e também o prazer intrínseco à degustação dos alimentos.

Atualmente, acredita-se que não se deve deixar de consumir nenhum alimento, sejam gorduras ou carboidratos. Isso porque todos os alimentos são importantes para o funcionamento do organismo. Numa alimentação saudável há espaço para todos os alimentos, claro que sem exageros. A palavra que faz a diferença é equilíbrio.

Equilíbrio significa não exagerar no consumo e nem na privação, sentir prazer ao se alimentar e ter consciência de que essa não é a única fonte de prazer ao nosso alcance.

A boa alimentação favorece o metabolismo, o sono, o humor, a regularidade do intestino e controla a ação dos radicais livres. O organismo funciona melhor. Mas não é por isso que a pessoa deve se sentar à mesa preocupada em comer um abecedário inteiro de vitaminas, proteínas e sais minerais. É possível ter uma alimentação saudável, com pratos saborosos bem escolhidos e feitos com o capricho de quem sabe o que comer e como comer. À mesa sirva-se com bom senso!

 

 

Por:Flávia Leão Fernandes
CRP 06/68043 Psicóloga clínica, Mestre em Psicologia pela Universidade de Londres, Inglaterra e especialista em Psicologia Hospitalar com enfoque em obesidade.

Fonte: http://cyberdiet.terra.com.br

Revista SuperInteressante Especial - 73 Mitos Alimentares

 

capasuperesp

Uma exclusividade PDL, lançamentos com qualidade!

    73 Mitos Alimentares
  • Frango é mais saudável que porco
  • Mulher engorda mais fácil que homem
    Saúde
  • Ovo aumenta o colesterol
  • Chocolate dá espinhas
    Cozinha
  • Azeita extravirgem é sempre melhor
  • A pizza veio da Itália
    Dieta
  • Carboidrato à noite engorda
  • O estômago encolhe quando comemos menos
    Bebidas
  • Cerveja dá barriga
  • É proibido misturar destilado e fermentado.

Tamanho: 31,27mb | Formato: PDF | Digitalização: Newton PDL / EbooksGratis

MEGAUPLOAD

 

Fonte: http://ebooksgratis.com.br/

Revista Dieta Já – Agosto 2010

 

08.2010.luiza.mell.dieta.ja.TF

Revista Incompleta

Download:

Revista Dieta Já
Estrela: Luiza Mell
Lançamento: Agosto 2010

 

 

Fonte: TetadeFrango.com

Revista Matéria de Saúde nº 01 Junho 2010

 

imagem

Download:
download

Revista Boa Forma - Agosto 2010

 

08.2010.thaila.ayala.boa.forma.TF

Revista Incompleta

Tamanho: 33 Mb

Formato: Rar

Download: Megaupload

 

 

Fonte: http://liveonhacker.blogspot.com

Revista Boa Forma – Abril 2010

 

IMG_0003

 

Revista Incompleta

Idioma: Português
Tamanho: 18 mb
Formato: .Rar

Download: Hotfile

 

 

Fonte: http://pirate-ebooks.blogspot.com

Vigilantes do Peso - Tabela do Programa Pontos Flex

weight-scale

 

Essa tabela é do programa do VP chamado Pontos Flex e segue algumas regras básicas:

· O que é COTA: É a quantidade de pontos que você deverá consumir por dia dependendo do seu peso.

· O que é PONTOS FLEX: São pontos adicionais para serem utilizados caso você ultrapasse sua cota diária.


1. Veja abaixo a tabela de cotas. Verifique seu peso atual e veja qual é a sua cota diária. NUNCA consuma abaixo da sua cota diária, ok? Os pontos dos alimentos estão na tabela que estou enviando agora pra vc em anexo;


TABELA:

até 68 kilos - 20 pontos diarios
de 68 a 79 - 22
de 79 a 90 - 24
de 90 a 100 - 26
de 100 a 113 - 28
de 113 a 124 - 30
de 124 a 136 - 31
de 136 a 148 - 32
de 148 a 158 - 33
acima de 158 kilos - 34


2. Leia os alimentos que estão na tabela. Verifique que cada alimento tem seus pontos. Preste atenção também nas porções que podem ser medidas por:

· Colheres (c.s. = colher de sopa ou c.c. = colher de chá);

· Xícara (xícara de 240ml = 1 xícara ou xícara de 120ml = meia xícara);


· Peso em gramas.


3.  Além da sua cota diária vc tem direito a 35 pontos flex por semana ou se preferir 5 pontos diários além de sua cota que podem ser usados como vc preferir. Se você ultrapassar sua cota do dia, diminua dos 35 pontos flex pela quantidade de pontos ultrapassados a mais do que a cota.

Veja no exemplo:

· Se sua cota diária são 22 pontos. Se você consumir, por exemplo, 25 pontos, diminua esses 3 pontos dos 35 pontos flex. (35 - 3 = 32 pontos). Esses 32 pontos continuaram disponíveis durante toda semana para você diminuir caso ultrapasse novamente a sua cota diária, ok?

4. Lembre-se que sua cota deve ser cumprida, nunca coma abaixo de sua cota, ok? Outra coisa, quantos menos pontos flex consumir, melhor será seu emagrecimento;

5. Para um emagrecimento saudável você terá que:

· Consumir pelo menos 5 porções de alimentos com ZERO pontos. Esses alimentos podem ser frutas, legumes e verduras. Distribua essas 5 porções durante o dia. Não consuma todas as porções de ZERO pontos na mesma refeição, verifique na tabela os pontos dos alimentos;

· Consumir 2 porções de laticínios durante o dia. Pode ser leite ou derivados como iogurte ou queijo;

· Beba pelo menos 2 litros de água durante o dia;

· Varie bem sua alimentação. Sempre procure ter na sua refeição carboidratos(pão, arroz, feijão, batata), proteínas(carnes diversas) e vitaminas(frutas e legumes). Muito cuidado pra não ultrapassar os pontos. Procure também não ultrapassar 2 carboidratos por refeição;

· Tente se exercitar regularmente. Comece devagar com uma caminhada de 10 minutos e a cada semana vá aumentando o tempo em 5 ou 10 minutos. O ideal é caminhar pelo menos 50 minutos 3 ou 4 vezes por semana.

->DOWNLOAD :

TABELA VP – PONTOS FLEX:

download

ORIENTAÇÃO DA TABELA VP:

download

 

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Peso Emocional - O que pesa mais: o corpo ou as emoções?

Por Laura Cavalcanti, psicóloga*

 

Emagrecer é muito mais do que eliminar peso corporal. Não basta ter vontade. O emagrecimento está infinitamente ligado aos processos psíquicos e vivenciais. Todo desenvolvimento acontece nas relações, portanto, o corpo  não pode ser excluído dessa grande dimensão da expressão humana. Nossas alegrias, tristeza e angústias constroem a nossa história e ajuda a definir o caminho oscilante do corpo que ganha e perde peso segundo nossas experiências relacionais.

Na maior parte das vezes, o foco de atenção permanece rígido em direção ao corpo concreto, exigindo sua mudança imediata apesar da constatação periódica do insucesso estratégico sobre o foco definido. Como resultado, recaímos sobre um caldo de ansiedade que nos torna refém de uma exigência intrínseca e ilusória onde o corpo assume o dever de ser magro, independentemente de suas emoções.

Quem já não ganhou ou perdeu peso emocional? Esse dado informativo, certamente percorre o currículo íntimo de cada um de nós. O corpo responde as emoções e oscila junto com elas. Sendo assim, é preciso identificar as razões que nos remete a esse quadro, pois do contrário, qualquer tentativa para perder peso, somente afasta o peso e não o elimina. A representação simbólica permanece dando notícias através do corpo e apelando ao seu dono o cuidado mais profundo a respeito do que realmente está pesado.

Lembrar que não somente as emoções ditas negativas são os vilões da distorção corporal. Lidar com todo um espectro emocional é exercício diário, pois demanda a capacidade de discernir e traduzir as emoções em forma de sentimentos passíveis de serem administrados. Quando não traduzidos, ou seja, quando não percebidos, identificados e nomeados, corre-se o risco de permanecer no campo da vulnerabilidade, tornando-se presa fácil para a tão conhecida exacerbação alimentar.

Comemos por ansiedade, na medida em que nos fragilizamos perante emoções não identificadas, sejam elas positivas e/ou negativas. Essa fragilidade fala de uma inabilidade para traduzir a vivência da emoção em sentimento reconhecido. Para melhor entendimento, uma sensação de alegria ou de tristeza pode nos causar desconforto pela inabilidade perceptiva. Sentimos e não sabemos o que sentimos. Algo nos retira do lugar seguro e confortável promovendo uma alteração inconsciente, criando uma ansiedade intrínseca a fim de controlar a onda de emoção. Nesse momento é importante observar o fluxo interno buscando nomeação adequada para a situação vivida. A partir daí, é possível enfrentar o sentimento, pois a emoção não tem forma, mas o sentimento oferece uma direção. Se feliz, podemos compartilhar a felicidade e assim distribuir a energia gerada de forma saudável e produtiva. Se triste, podemos também compartilhar com a intenção de dissolver a energia acumulada por conta de uma experiência desconfortável. Enfim, não importa se a emoção é boa ou ruim, o que vale é o destino que damos a ela. Na falta de uma direção, o canal para dissipar o acúmulo energético, acaba sendo pela conhecida via de conforto e alívio. Por pouco tempo, é lógico! Recorremos à comida na intenção de encontrar um ponto de equilíbrio entre a fragilidade do que vivemos e a inabilidade do que somos capazes de administrar.

Ganhar ou perder peso depende muito da nossa trajetória enquanto ser humano e de todo aprendizado sobre as experiências relacionais. Pensando assim, vale questionar: o que pesa mais, o corpo ou as emoções?

 

*Laura Cavalcanti é psicóloga com formação em Transtornos Alimentares e Obesidade, Psicoterapia Breve, Psicologia Hospitalar, Teoria e Clínica Psicanalítica, Análise Existencial e Relaxação Terapêutica. Criadora e fundadora do Projeto EMAGRECER DÓI? EMAGRECER DÓI? - Grupo de Apoio Emocional, que atende pacientes com dificuldade de emagrecimento.

 

Site do Projeto EMAGRECER DÓI?: http://www.emagrecerdoi.com.br/

Revista Zero - 2010-08

 

giane_capa


Gianne Albertoni
Ensina seus truques para manter a beleza

Sem cair na rotina a dois
Nada de passar frio sozinha neste inverno. Temos dicas perfeitas para você e seu amado que vão além do básico edredom...

Revista Incompleta

18mb | jpg | Pg 21 => Hotfile | Megaupload

 

Fonte: Site “Banca de Revista”

Revista Corpo a Corpo 08-2010

 

Corpo.a.Corpo_2010-08_Lia.Khey_bbb10

Corpo a Corpo
Lia Khey - BBB10
Lia Khey
Saiba como a gata do BBB conquistou o corpão sarado
Cortes das Famosas
Elegemos 5 looks modernos, versáteis e fáceis de manter que são a cara da temporada
72 Horas para mudar seu corpo
10 exercícios power que garantem novas curvas a jato

Revista Incompleta


55mb | jpg | Pg 63 => Hotfile | Filefactory

 

 

Fonte: Site “Banca de Revista”

Revista Corpo a Corpo – 07/2010

 

07.2010.giovanna.ewbank.corpo.a.corpo

 

Corpo a Corpo
Giovanna Ewbank

Blonde Ambition
No ar como a vaidosa Suely de Escrito nas Estrelas, Giovanna Ewbank se esforça para se adaptar ao ritmo intenso das gravações e à rotina de recém-casada sem abrir mão da alimentação equilibrada, da prática da corrida e dos cuidados com a beleza

Curvas na medida certa
Para eliminar aquele excesso de gordura teimoso dos pontos mais visados do seu corpo, selecionamos tratamentos de ponta, indicados por experts em beleza, capazes de diminuir até 8cm na fita métrica em apenas um mês

Com a Bola Toda
Grandes, pequenas ou cortadas ao meio. Essas "redondas" são capazes de fazer um verdadeiro milagre pela sua silhueta, treinando muito menos do que você imagina. Surpreenda-se

Revista Incompleta


12mb | pdf | Pg 40 => Hotfile | Megaupload

Fonte: Site “Banca de Revista”

Revista Sport Life [México] 2010-06

 

Sport.Life_Mexico_2010-06_1

Sport.Life_Mexico_2010-06_2

Sport Life [México]
Corre Sin Parar
Una cintura en forma
Lo que hace lucir estética a una persona es una cintura y un abdomen reducido y perfectamente tonificado y para que lo consigas vamos a compartir contigo los ejercicios más seguros y efectivos

Download -> 15mb | pdf | Pg 108 => Hotfile | Megaupload

 

Fonte: Site “Banca de Revistas”

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...