sábado, 1 de janeiro de 2011

Consumo de queijos é benéfico para todas as idades!

Da infância à maturidade: consumo de queijos é benéfico para todas as idades

Médico nutrólogo explica que vantagens variam de acordo com cada tipo de queijo

Rico em proteínas, vitaminas e minerais, o queijo é um alimento rico em nutrientes e adequado para qualquer idade, segundo o Dr. José Alves Lara Neto, médico nutrólogo e vice-presidente da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN). Na infância, ele auxilia no crescimento de dentes, ossos e cartilagens. Na adolescência, contribui para o desenvolvimento do corpo. E, na vida adulta é importante, principalmente, para o combate à osteoporose.

"Além de saborosos, os queijos são altamente nutritivos. Têm elevado teor de proteínas de alto valor biológico, cálcio e são ótimas fontes de vitamina B12", conta o médico. Ele explica que as proteínas de alto valor biológico - que são aquelas que contêm todos os aminoácidos essenciais - possuem uma digestibilidade próxima a 95%, o que significa que são absorvidas quase completamente pelo organismo.

Em relação ao cálcio, o especialista afirma que os benefícios dos queijos na formação de ossos, cartilagens, dentes e na prevenção da osteoporose já são bem conhecidos, mas que a presença do mineral varia de acordo com o tipo de queijo e variam de acordo com as técnicas de fabricação envolvidas. "Os queijos frescos, por exemplo, apresentam teores menores de cálcio", salienta.

Benefícios dependem dos tipos de queijos

Cada queijo tem suas próprias características. "Queijos envelhecidos, como o cheddar, por exemplo, ajudam na prevenção da cárie. Os frescos, elaborados com leite desnatado, têm menos gordura e, portanto, menos calorias, e são sempre mais indicados", cita o Dr. Lara.

Ele ainda comenta que é necessário ter algum cuidado no consumo de alguns tipos. "Todo queijo envelhecido, como cheddar, gorgonzola e camembert, possui tiramina, um aminoácido conhecido por provocar dores de cabeça, náusea e pressão alta em algumas pessoas", explica. "Além disso, pessoas alérgicas à penicilina podem também manifestar alergia ao comer gorgonzola e outros queijos moles feitos com o mesmo fungo", completa.

Sobre a ABRAN

A ABRAN é uma entidade médica científica reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina. Fundada em 1973, dedica-se ao estudo de nutrientes dos alimentos, decisivos na prevenção, no diagnóstico e no tratamento da maior parte das doenças que afetam o ser humano, a maior parte de origem nutricional. Reúne mais de 3.200 médicos nutrólogos associados, que atuam no desenvolvimento e atualização científica em prol do bem estar nutricional, físico, social e mental da população.


Fonte: http://www.sissaude.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...