segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Questão de postura

 

Andar no prumo, com a coluna ereta e todos os músculos bem colocados, evita dores não só nas costas, mas no corpo todo. Ainda pode fazer aquela barriguinha saliente desaparecer

 

postura Cerca de 80% das pessoas de todo o mundo sentem ou sentirão dores nas costas, estima a Organização Mundial de Saúde. Detalhe: em grande parte dos casos não há desvios congênitos nem outros problemas graves de coluna. A causa é a má postura, seja no trabalho, durante a realização de atividades cotidianas (como arrumar uma gaveta) ou a prática de exercícios.

E o pior, alerta o fisioterapeuta Félix Ricardo Andrussaitis, do Instituto de Ortopedia do Hospital das Clínicas de São Paulo, é que ter uma postura inadequada pode causar dores não só nas costas, mas também na cabeça, em ombros, joelhos, pernas e pés. Em outras palavras, manter a coluna sempre ereta é uma questão de saúde e de qualidade de vida - algo tão importante para o corpo quanto comer ou dormir bem. É também uma questão de beleza. "Muitas vezes, aquela barriguinha que tanto incomoda as mulheres não é gordura localizada, é decorrente de desvio de coluna, de quadris ou coisa do gênero", afirma a fisioterapeuta paulistana Dinorah Stefano Mieres.

O grande porém é que não se muda uma postura errada de anos tão facilmente. "É preciso treinar o corpo e fortalecer a musculatura global", avisa o ortopedista Sidney Schapiro, traumatologista esportivo da clínica Accura (SP). Para entrar no prumo e evitar erros futuros, vale recorrer a uma das técnicas a seguir. "Mas não adianta fazer essa prevenção se não praticar atividade física regular", diz Andrussaitis.

ALONGAMENTO
É o mesmo que se espreguiçar com método e técnica. Ao se alongar, a pessoa trabalha todo o aparelho locomotor (discos intervertebrais, ligamentos e músculos). Se há um problema postural instalado, o alongamento deve ser orientado por um professor de educação física (em casos mais simples) ou um fisioterapeuta (nos mais graves). Aí o profissional vai recolocar os segmentos corporais em seu alinhamento anatômico correto, ensinando exercícios que trabalham basicamente flexibilidade e elasticidade. As sessões de um fisioterapeuta custam em média R$ 80.

Se não há um problema específico, o alongamento pode ser feito por conta própria - em casa, logo ao acordar (veja sugestões de exercícios no quadro "Estique-se todo dia"), na academia, antes e depois da atividade física, ou no trabalho, durante as pausas. Vai ajudar a relaxar e andar sempre com a coluna ereta.

RPG
O trabalho da Reeducação Postural Global, técnica mais conhecida pelas iniciais RPG, é avaliar a desordem física da pessoa para saber quais grupos musculares estão mais retraídos ou "encurtados", para então reorganizá-los. Durante o tratamento, são feitas posturas de colocação e de relaxamento, exercícios de respiração, tensão periférica e isometria. Ainda há os alongamentos, para liberar articulações.

“TENSÕES MUSCULARES FAZEM O CORPO PROMOVER COMPENSAÇÕES E ADQUIRIR POSTURAS ERRADAS “

A RPG surgiu em 1981, na França, após 15 anos de pesquisas que deram origem aos conceitos básicos da técnica: individualidade (para cada pessoa, um tipo de RPG); causalidade (é preciso levar em conta as causas do encurtamento muscular) e globalidade (sempre se considera o corpo como um todo). A duração do tratamento varia caso a caso. Geralmente, é preciso fazer RPG pelo menos durante três meses. As sessões semanais de uma hora custam entre R$ 50 e R$ 200.

PILATES
A técnica é usada tanto em processos de reabilitação fisioterápica como somente para fortalecer a musculatura do corpo. O efeito é uma melhoria da qualidade de vida do praticante, que aprende a usar toda a sua capacidade corporal da forma certa, prevenindo lesões. Os exercícios, basicamente de flexibilidade e força muscular, são feitos no solo e em aparelhos específicos, com respiração adequada. O método foi concebido há cerca de 90 anos pelo enfermeiro alemão Joseph Pilates, que se inspirou na ioga, na meditação e em exercícios gregos e romanos.

O pilates pode ser aplicado por bailarinos, professores de educação física, médicos e fisioterapeutas. Para cada pessoa, é traçado um plano de trabalho que atenda às suas necessidades corporais. Não existe um mínimo de sessões: quanto mais a pessoa pratica, melhor o corpo vai ficando - e a postura também. Cada sessão dura uma hora e o recomendado são duas por semana. O preço varia de R$ 120 a R$ 300 por mês.

ROLFING
Visa encontrar a melhor organização da estrutura corporal, da postura e do movimento de cada um. Com as mãos, o rolfista libera os diferentes segmentos do corpo (pernas, quadris, tórax e cabeça) das tensões musculares que fazem o corpo promover compensações e adquirir posturas erradas.

O rolfing foi criado pela cientista norte-americana Ida P. Rolf (1896-1979), doutora em bioquímica pela Universidade de Columbia. A série básica inclui de dez a 15 sessões, geralmente semanais e com uma hora de duração. O preço varia de R$ 120 a R$ 300, cada sessão.

GDS
São as iniciais de Godelive Denys-Struyf, o fisioterapeuta e osteopata belga que criou esta técnica de reorganização do movimento corporal. Depois de fazer a leitura da atual postura da pessoa, o profissional trabalha para liberar toda a musculatura que está tensionada e "acomodada" de modo impróprio. Também ensina a utilizar cada músculo do corpo de maneira funcional.

Na década de 80, o coreógrafo Ivaldo Bertazzo, de São Paulo, trouxe o método GDS para o Brasil. O mínimo indicado são três sessões de uma hora, uma por semana, ao custo médio de R$ 100 cada.

 

Estique-se todo dia

O professor de educação física Estélio Dantas, da Universidade Castelo Branco (RJ), autor de "Alongamento e Flexionamento" (Editora Shape), sugere exercícios simples e rápidos para alongar-se ao acordar - e sempre que encontrar brechas no seu dia

PARA A COLUNA CERVICAL
- Em pé, segure com a mão direita o alto da cabeça e traga-a em direção ao ombro direito, forçando-a levemente. Repita do lado esquerdo.

PARA OS BRAÇOS
- Em pé, levante o braço direito para o alto e flexione o cotovelo, posicionando o antebraço atrás da cabeça. Com a mão esquerda, segure o cotovelo direito e force de leve o braço flexionado. Repita com o outro braço.
- Em pé, estique para frente o braço direito, segure com a mão esquerda o cotovelo e traga o braço para perto do corpo. Repita com o braço esquerdo.

PARA AS PERNAS
- Sentada no chão, estique as pernas deixando os joelhos apenas levemente flexionados. Então, flexione o tronco sobre as pernas.
- Deitada de barriga para cima, flexione os joelhos e abrace as pernas. Puxe-as em direção ao tronco.

 

Fonte: Revista Criativa - Edição 196 - Ago/2005

2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...