quarta-feira, 6 de julho de 2011

Substitutos da gordura alimentar sem calorias provocam aumento de peso

pringles-e1308686478620

Sempre alertei para o problema de ceder à componente hedónica da alimentação ao substituir o açúcar e gordura com substâncias químicas sem calorias. O corpo é sensível a estes compostos e não se deixa enganar facilmente. De acordo com um novo estudo publicado pelaAmerican Psychology Association, os substitutos sintéticos da gordura sem calorias, usados pela indústria para reduzir a densidade energética de alguns produtos, podem contribuir para o aumento de peso e obesidade.

Este estudo, conduzido por investigadores da Universidade de Pardue, desafia o senso comum de que os alimentos feitos com substituitos acalóricos das gorduras ajudam a perder peso. "O nosso trabalho mostra que os substitutos de gordura podem interferir com a capacidade do corpo em regular a ingestão alimentar, o que pode levar ao uso ineficiente de calorias e aumento de peso", disse Susan Swithers, a investigadora principal e professora de psicologia em Pardue. O estudo foi publicado recentemente no journal Behavioral Neuroscience, uma publicação da American Psychology Association.

A equipa alimentou ratos com dietas high-fat, low-fat ou ração normal. Metade dos ratos em cada grupo também ingeriu batatas fritas normais, ricas em gordura e energia. A outra metade consumiu as mesmas batatas em alguns dias e outras menos calóricas noutros dias. Estas batatas eram feitas com olestra, um substituto de gordura sintético sem calorias e indigerível.
Nos ratos alimentados com uma dieta rica em gordura, o grupo que comeu os dois tipos de batatas fritas consumiu mais alimento, ganhou mais peso, e desenvolvou mais tecido adiposo do que os ratos que apenas comeram as batatas fritas hipercalóricas. Os ratos também não perderam o peso extra após remoção dos substitutos de gordura da sua dieta. "De acordo com estes dados, uma dieta pobre em gordura e calorias deverá ser uma melhor estratégia para perder peso do que o uso de substitutos hipocalóricos de gordura", disse Swithers.

No entanto, a investigadora salienta que é difícil extrapolar resultados laboratoriais de ratos para pessoas, mesmo quando as suas respostas comportamentais à comida são semelhantes.
Porque razão um substituto artificial da gordura alimentar irá confundir o organismo? Propriedades organolépticas como o sabor doce e gorduroso indicam ao corpo uma grande densidade energética e o sabor potencia várias respostas orgânicas, incluindo o salivar, secreções hormonais e reacções metabólicas. Os susbtituitos sintéticos de gorduras podem interferir com esta relação quando o corpo espera receber uma grande quantidade de energia mas é enganado com um composto artificial sem valor calórico.

Swithers tinha já relatado resultados semelhantes em estudos prévios com adoçantes artificiais que promovem o ganho de peso e gordura corporal. A utilização de substitutos de gordura e edulcorantes aumentou dramaticamente nos últimos 30 anos, espelhando a tendência crescente da obesidade na América e no Mundo. As pessoas que procuram perder peso viraram-se para estes compostos artificiais como forma de reduzir as calorias sem se privarem dos alimentos que gostam, normalmente ricos em açúcar e gordura.

As pessoas optam pelo caminho fácil e gostam muito pouco de mudar os seus hábitos. Não se devem consumir doces, então magicamos os edulcorantes artificiais. As gorduras têm muitas calorias, então inventamos o olestra. Fazer exercício é bom? Então veio o Wii fit. Ao invés de deixar-mos de comer determinados alimentos que reconhecemos como prejudiciais, tudo fazemos para os alterar de forma a atenuar o seu impacto e enganar o organismo. Infelizmente ele não é tão ingénuo assim.

 

Fonte: http://www.fat-new-world.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...