sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Pense Magro: Ser gordo ou magro começa pela mente

healthy-eating (3)

A maneira como pensa sobre comida e dieta influencia seu comportamento social e emocional. No livro Pense Magro, a autora Judith Beck lista uma série de pensamentos sabotadores de emagrecimento e manutenção da perda de peso. Descubra a seguir se sua mente é gorda ou magra.

FOME
- Uma mente gorda mal acaba de almoçar e já sente “fome” de comer um chocolate.
- Uma mente magra resiste à tentação: “gostaria de comer um chocolate, mas acabei de almoçar”.

GULA
- Quem pensa gordo se sente triste ao olhar e não comer um alimento hipercalórico ou arranja uma desculpa para comê-lo: “não quero magoá-lo, portanto vou comer o que ela preparou”.
- Quem pensa magro se sente feliz por não comer o que não deveria comer.

QUANDO PARAR DE COMER
- Quem pensa gordo sente compulsão por esvaziar o prato, às vezes até a panela.
- Quem pensa magro come até se sentir satisfeito. Se ainda há comida no prato e a fome passou, cruza os talheres.

QUANTO COMER
- Uma mente gorda não presta atenção no quanto come. É capaz de devorar um pacote de batata frita enquanto vê um capítulo da novela das oito.
- Uma mente magra conhece seus limites. Se exagera em uma refeição come menos na seguinte.

TRISTEZA
- Quem pensa gordo busca refúgio na comida quando se aborrece, está triste ou tem problemas a resolver.
- Quando está chateado, quem pensa magro perde a vontade de comer.

GANHO DE PESO
- Ao ser frustrar com a balança, quem pensa gordo ataca a geladeira, o armário…
- Quem pensa magro passa a pegar mais firme na dieta, reduzindo a ingestão de calorias e aumentando a intensidade dos exercícios.

A FOME DOS OUTROS
- Quem pensa gordo se considera um injustiçado que come menos do que os outros e engorda mais.
- Quem pensa magro aceita as restrições alimentares que precisa adotar para emagrecer sem que isso seja uma tortura.

FIM DA DIETA
- Ao atingir o peso desejado, uma mente gorda dá a dieta por encerrada e, aos poucos, volta a antigos (maus) hábitos.
- Uma mente magra sabe que o controle alimentar é para sempre, mas se permite extrapolar de vez em quando.

 

10 ESTRATÉGIAS PARA COMEÇAR A PENSAR (E SER) MAGRO

1. Anote num papel as razões pelas quais quer ser magro e leia essa lista duas vezes ao dia.

2. Escolha uma dieta nutritiva, que inclua pequenas porções de todos os tipos de alimentos. Planeje o que e quando comer e monitore sua alimentação por escrito, numa espécie de agenda de confrontamento diário.

3. Crie o hábito de fazer refeições sem pressa, prestando atenção ao que come.

4. Pratique exercícios físicos regularmente (três a cinco vezes por semana).

5. Aprenda a diferenciar fome de vontade de comer. Elimine o ato de comer por impulso emocional (tristeza, aborrecimento, felicidade).

6. Aprenda a controlar a ansiedade e esperar pela próxima refeição.

7. Suba na balança toda semana e anote as alterações de peso num gráfico.

8. Escolha um “técnico da dieta” a quem você tem de prestar contas toda semana. Pode ser um especialista ou um familiar.

9. Se autoelogie toda vez que avançar mais uma etapa da dieta.

10. Toda vez que se flagrar fugindo da dieta pare, pense “isso não está certo” e volte ao regime.

 

Fonte: http://wp.clicrbs.com.br/vidasaudavel

 

DD_ribbon_Orange_JD[7]

Resenha:

Ebook:

21418823_4

 

Título: Pense Magro - A dieta definitiva de Beck
Autor: JUDITH S. BECK
Formato: .Rar (Arquivos em PDF e Doc)

Link: http://www.4shared.com/file/t4ii1vlr/LV_-_PM.html

Fonte: 4shared.com

DD_bowOrange_JD[5]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...