sexta-feira, 17 de maio de 2013

Dieta criada por Pierre Dukan: prós e contras

A dieta criada pelo médico francês Pierre Dukan ficou ainda mais famosa quando Kate Middleton a seguiu. Conheça vantagens e desvantagens!

Conteúdo WOMEN'S HEALTH

peixe e salada

Durante todo o processo, deve-se beber no mínimo 2 litros de líquido por dia
Foto: Dreamstime

Criada pelo médico francês Pierre Dukan há mais de uma década, a dieta Dukan ficou conhecida após o lançamento do livro "Eu Não Consigo Emagrecer" (Ediouro). Tem como estratégia um "choque de proteínas" e um posterior planejamento alimentar, prometendo emagrecimento rápido e fim do efeito sanfona.
Voltou aos holofotes quando Kate Middleton se submeteu a ela antes do casamento. Vale lembrar que Kate sempre praticou atividade física, o que contribui para sua boa forma.
O programa é dividido em quatro fases. Na primeira, que dura dez dias, só têm vez as proteínas, vindas de carne magra, ave, peixe, iogurte desnatado e ovo. Na segunda etapa, entram legumes e verduras. Na terceira, quando se espera ter atingido o peso desejado, as proteínas continuam sendo prioridade, mas também são introduzidos carboidratos, como frutas, pães e massas integrais. Ainda nessa fase, duas refeições por semana podem contemplar um doce ou uma fritura. Na quarta e última etapa, a ideia é voltar a comer normalmente, repetindo uma vez por semana o cardápio do primeiro período. Durante todo o processo, deve-se beber no mínimo 2 litros de líquido por dia - além de água, estão liberados chá e café.

Começo, meio e fim

A dieta tem um ciclo, que dura cerca de um mês, e as fases devem ser seguidas sem nenhuma mudança. A previsão é que a redução seja de até 4 kg, considerada saudável pelos especialistas.

Tchau, efeito sanfona

É eficiente para quem precisa perder apenas alguns quilinhos. Importante reforçar que a atividade física contribui para o sucesso da empreitada. Outra vantagem é que permite doces e uma friturinha de vez em quando. "Em um primeiro momento ocorre a restrição dos alimentos fontes de energia, mas eles vão sendo introduzidos gradativamente no cardápio. Dessa forma a probabilidade de o efeito sanfona ocorrer diminui", diz a nutricionista e fisiologista do esporte Jaqueline Bernardini, de São Paulo.

Poucas restrições no final

Não risque o carboidrato de seu cardápio, aposte nas proteínas magras e permita-se o consumo moderado de chocolate ou doce. Seguindo a linha da reeducação alimentar, você pode comer de tudo.

Ansiedade

Com a restrição de carboidrato na primeira fase, pode ocorrer queda na serotonina, levando a irritabilidade, ansiedade, dispersão e insônia. De outro lado, segundo Jaqueline Bernardini, dietas com alto teor de proteína aumentam a concentração de homocisteína, aminoácido presente na corrente sanguínea. Essa concentração estaria associada ao aumento de doenças cardiovasculares e trombóticas.
Permitido: o foco principal são as proteínas (com prevalência de alimentos magros), mas teoricamente tudo é permitido a partir da quarta fase.
Proibido: proteínas gordas (queijos amarelos, leite integral, carnes gordurosas), gorduras e carboidratos durante alguns períodos.

 

images (1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...