segunda-feira, 17 de junho de 2013

Pare de dar desculpas para fugir dos exercícios físicos

 

Soluções para quem reclama de falta de tempo; dinheiro; motivação e até companhia.

tenis3As desculpas para fugir da academia são muitas: falta de tempo, de dinheiro, cansaço... mas, enquanto você exercita o cérebro em busca de pretexto para ficar amarrado em casa e no trabalho, seu corpo sofre os efeitos da preguiça. Os quilos escorrem para fora da cintura da calça, as costas vivem doloridas, os músculos murcham e assim por diante. O bem-estar e a disposição que os exercícios físicos proporcionam transformam qualquer pessoa, todo mundo deveria experimentar esta injeção de ânimo , incentiva o coordenador de musculação da academia Fórmula, Mauro Cardaci. Observação que, aliás, é consenso entre os professores. Realmente, existe quem não goste de fazer exercícios. Mas é difícil encontrar uma pessoa que não se sinta bem após ter praticado alguma atividade física, afirma a personal trainer do Dieta e Saúde, Valéria Alvim. A seguir, ela e o coordenador da academia Fórmula fazem você suar a camisa para arranjar outras justificativas que sustentem a sua moleza.

Porque as velhas desculpas esfarrapadas, a partir de agora, não vão servir para mais nada.

Não treino porque...

Estou cansado

Você já ouviu falar que exercício vicia? Algumas pessoas realmente não vivem sem atividade física. Esta dependência causada pelo exercício é atribuída às concentrações elevadas de endorfina produzidas por determinados exercícios , explica Valéria. É por isso que muitas pessoas se sentem irritadas, ansiosas, depressivas, cansadas e com péssimo humor quando deixam de fazer exercícios físicos.

Quem está por trás dessas sensações é uma substância chamada endorfina, produzida pelo cérebro durante e depois de uma atividade física. Ela regula a emoção e a percepção da dor, ajudando a relaxar e gerando bem-estar e prazer , afirma a personal trainer do Minha Vida. A endorfina é considerada um analgésico natural, reduzindo o estresse e a ansiedade, aliviando as tensões e sendo até recomendado no tratamento de depressões leves. Simplificando, isso quer dizer que uma pessoa habituada a fazer exercícios regularmente se sente menos cansada e bem disposta do que quem não faz exercícios , diz a especialista.

Estou sem tempo

Se bobear, você perde mais tempo na fila do banco ou do restaurante do que o necessário para manter o corpo em forma. Bastam 30 minutos, seis vezes por semana, para conseguir um bom condicionamento físico e ter bons resultados estéticos com os exercícios , afirma Valéria. Ainda não está convencido? Então tem mais: fazer quatro sessões, com dez minutos cada, de algum exercício também rende ótimos resultados. Andar acelerado, subir e descer escadas, fazer um alongamento, experimentar alguns exercício localizados são opções ao alcance de qualquer pessoa, por mais ocupada que ela seja , diz Valéria.

Estou sem dinheiro

Dá pata ter condicionamento físico e corpo sarado, sem gastar muito dinheiro ou mesmo sem precisar entrar numa academia. Muitas pessoas se exercitam em parques, fazendo caminhadas, corridas, alongamentos e até exercícios com pesos ou anaeróbios , afirma Valéria. Ela só ressalta a importância de uma orientação inicial, com dicas de um profissional e uma avaliação física, incluindo teste ergométrico. Isso evita acidentes e permite focar nos exercícios que se ajustam ao seu objetivo.

Estou fora de forma

Se você está fora de forma e quer reverter este estado, é essencial fazer dieta e exercícios físicos regulares. Não há milagres. Se você não se sente bem em ir para uma academia, comece fazendo caminhadas, alongamentos ou contrate um personal trainer para acompanhar suas atividades , sugere Valéria. Com os resultados, a motivação aumenta e até surge coragem para encarar uma esteira em público.

Estou sem companhia

Há quem deteste fazer exercícios só. E isso, muitas vezes, dificulta o início das atividades físicas afinal, conciliar agendas também não é um esporte fácil. Nesses casos, o personal trainer pode ser a solução. Se você tiver disciplina, seguir à risca as orientações do professor e, principalmente, não faltar às aulas, vai ter com quem conversar e ainda alcançar ótimos resultados. A motivação, o acompanhamento (visando segurança e eficiência) e os treinos personalizados, em horário compatível à sua rotina, são razões suficientes para qualquer molenga deixar de papo e calçar logo o tênis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...